Agende sua consulta pelos telefones: (19) 3234.8264 | (19) 9.9921.8001

Instituto Bragheto de Fertilidade - Rua Eduardo Lane, 380 - Guanabara - Campinas / SP - Cep: 13.073-002

© 2018 Todos os conteúdos desse site são de propriedade do Instituto Bragheto.

Cistos no ovário podem prejudicar gravidez

June 14, 2018

 

Cerca de 25% das mulheres brasileiras são acometidas por cistos ovarianos durante os anos reprodutivos. Porém, apenas uma minoria dos diversos tipos pode levar a dificuldades para engravidar. Isso porque das cinco condições mais comuns de tumores do ovário apenas um é maligno. Este tende a afetar as mulheres apenas ao fim do período fértil, ou seja, na menopausa. Para diagnosticar de forma correta a presença do cisto e escolher a forma de tratamento, é imprescindível buscar ajuda médica.

 

Os cistos ovarianos, que não devem ser confundidos com a Síndrome dos Ovários Policísticos, são espécie de bolhas cheias de líquido que podem se localizar nos ovários. Seu tipo mais frequente são os chamados cistos foliculares, ou funcionais, os quais são causados por desequilíbrio hormonal e, por isso, podem regredir espontaneamente.

 

De modo geral, os cistos devem ser tratados de forma conservadora. No caso de pacientes com suspeita de cistos funcionais que não desejam gestar no momento, indico a prevenção e o controle por meio do uso de contraceptivos orais ou simplesmente o acompanhamento da evolução do cisto por uma ultrassonografia.

 

Esse problema feminino não causa infertilidade para o casal, mas pode gerar dificuldades para a gravidez devido a possíveis alterações hormonais, irregularidade ou ausência de menstruação e disfunções no processo ovulatório. Os cistos foliculares, por exemplo, são bem comuns ao final do ciclo menstrual da mulher, quando ela não ovula. São considerados benignos e geralmente somem sozinhos. Porém, enquanto eles permanecem nos ovários podem dificultar novas ovulações.

Please reload

Postagens recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Pesquise pelas Tags